Estamos no meio do caminho para os próximos Jogos Olímpicos que serão realizados no Japão em 2020 e já há um grande movimento em cinco grandes comunidades: as dos esportes que estarão nos olhos do mundo e disputando medalhas olímpicas pela primeira vez.

Muitos atletas e especialistas esportivos ainda consideram os Mundiais de cada modalidade como os eventos mais importantes, o que não deixa de ter a sua razão: são eventos específicos, que atraem público, consumo e receita diretamente para quem gere aquele esporte.

Por outro lado, as Olimpíadas são a oportunidade de serem vistos por bilhões de espectadores no mundo todo, sem contar o público que assiste as competições.

As Olimpíadas são a principal vitrine para ganhar mais adeptos fora e, com isso, favorecer o business em torno do esporte:

  • Aumentar o público praticante e o faturamento da indústria relacionada a ele – por exemplo, a de uniformes e de acessórios.
  • Melhorar as cotas de patrocínio e premiação das competições específicas a partir da exposição nos Jogos.

Como um esporte de torna olímpico?

O caminho para um esporte se tornar não é pequeno. Na verdade ele começa com a Federação Internacional do esporte pleiteando participar como exibição, sem disputa de medalhas e assim testar o interesse durante os Jogos e depois, no dia a dia.

Para confirmar como modalidade olímpica com disputa, é preciso que o esporte seja:

  • Praticado em pelo menos 75 países, com presença em 4 continentes, na versão masculina.
  • Praticado em pelo menos 40 países, com presença em 3 continentes, na versão feminina.

Fora estes critérios objetivos, outros pontos também são considerados, entre eles:

  • Igualdade de gênero – se a modalidade é praticada por homens e mulheres.
  • Se tem uma relação estreita com o país onde vai estrear.
  • Interesse que ele desperta na juventude.

E o  esporte pode ser retirado em uma Olímpiada seguinte, conforme os critérios de interesse do público e outros definidos pelo COI.

Quais esportes vão estrear (ou retornar) nos Jogos Olímpicos Japão 2020?

Beisebol

O beisebol na verdade não é calouro nas Olimpíadas; está retornando em 2020 depois de ficar fora das edições de 2012 e 2016.

De 1992 a 2008 o beisebol foi uma modalidade fixa, mas não se fixou em termos de interesse do público, apesar de ser muito popular em diversos países, entre eles o próprio Japão, o que contou muito para retornar nesta edição. Cuba, os Estados Unidos e países do Caribe e da Ásia também são grandes forças.

Softbol

O softbol é outro esporte retornado aos Jogos Olímpicos. Tornou-se olímpico nos Jogos de Atlanta em 1996 e participou de algumas edições, sendo a China de 2008 a última, ficando de fora em 2012 em Londres e 2016 no Rio de Janeiro.

As potências neste esporte são os Estados Unidos, a China, o Japão e a Austrália, o que pode explicar o retorno, depois da visibilidade em 3 edições e o trabalho contínuo destas quatro grandes nações para popularizar o esporte.

Skate

Um esporte mundialmente praticado e que é também um estilo de vida, esse é o skate, que vai estrear na Olimpíada em 2020. Sem dúvida ele tem grandes chances de cair de vez no gosto das pessoas e manter-se permanente.

Se depender do apelo que o skate tem hoje no mundo, principalmente nas maiores cidades do planeta, como Tóquio, as chances são grandes.

Caratê

Essa escolha a gente poderia dizer que era a mais fácil de acontecer em Tóquio: o caratê é uma arte marcial nascida no Japão e uma das mais praticadas no mundo.

As chances de sucesso do caratê são grandes, principalmente com o interesse cada vez maior pelo judô nas últimas edições e a permanência do tae-kwon-do.

Surfe

Outro esporte popular e praticado em todo o mundo e que também reflete um estilo de vida e com uma vantagem que o COI vê com bons olhos atualmente: a ligação com a natureza de forma respeitosa.

No surfe o Brasil tem chances reais de medalhas, incluindo a de ouro, com os talentos que construiu nos últimos, inclusive conquistando títulos mundiais.

Nas Olimpíadas, os atletas precisam ficar impecáveis até na roupa, com um look fitness que chama atenção.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *